quinta-feira, 14 de abril de 2011

O "pôs-se"

Aparentemente tenho muita gente do Brasil a vir ter a esta "humilde casa" através da pesquisa no Google da palavra «pôs-se». Confesso que estou um pouco desapontado, pois há muito que ninguém aqui vem ter procurando por "cozinhar bem quecas" ou por "sexo com velhos". E isso tem muito mais piada.
Mas como esta nova tendência parece que veio para ficar, e como tenho alguma (não muita) pena de quem vem aqui ter não ficar completamente esclarecido, vou fazer render o meu peixe e fazer um pouco de serviço público com este blog (não sei por que raio ando armado em RTP ultimamente).


Pôs-se

3ª pessoa do singular do pretérito perfeito do indicativo do verbo pôr.

O verbo pôr, por sua vez, vem do latim pono, ponere (esta parte é dedicada a ti, D.) e significa deixar ficar algo num local ou levar algo até lá; colocar, dispor; depositar; ou também pode significar dar início a determinada acção, como por exemplo fugir, que foi o que vos trouxe até este blog (ver aqui).
Mais significados possíveis para o verbo pôr podem ser encontrados no dicionário online da Priberam, que o verbo tem ali ao todo 45 significados e não me apetece transcrever mais.

Mas se mesmo assim, ainda não tenha ficado claro o significado de pôr, deixo também aqui uma aplicação na prática do verbo em questão. É só seguirem este link.

6 comentários:

Laura disse...

E de referir o pequeno pormenor. Quem põe são as galinhas. Ou seja. Os humanos colocam. É mais bônito.

Tenho um certo asco ao verbo pôr. Acontece.

D disse...

Muito honrado. :)

Metacrítico disse...

Laura, desculpa lá, mas isso é discriminação para com as restantes aves e, mais grave ainda, para com o ornitorrinco! (lamento, mas hoje não tenho nada inteligente para dizer - como se só fosse hoje...) :)

Mestre D, por quem sois! :P

mutxoloco disse...

O Laura...
esse negócio de humanos põe está mais indicado do que "colocam". Se formos nos ater a estas picuinhas linguísticas, vai se assemelhar em muito àquela babaquice do pessoal falar nádegas ao invés de bunda! Pode ser correto, mas está mais para palavrão do que o normal...Ademais, o verbo por está mais inserido na nossa língua do que colocar...

Leão Domado disse...

Obrigado, amigos. Pequeno e intenso reduto, como um grão de mostarda...

Erre disse...

Leão Domado,

Como sou da opinião que um pouco de mostarda faz por exemplo toda a diferença pela positiva quando colocado numa bifana de Vendas Novas, vou tomar o comentário como um elogio. Agradecido. :)