terça-feira, 30 de abril de 2013

Ai a vida, a vida...


«A vida, meu jovem, é uma mulher, uma mulher deitada, de seios opulentos e apertados, ventre alvo e generoso entre as ancas largas, braços delicados e coxas cheias, que, de olhos semiabertos, exige de nós, em tom formidável e cínico desafio, o empenho mais fervoroso e a virilidade mais pujante, que perante ela irão subsistir ou naufragar…»

In 'A Montanha Mágica', de Thomas Mann

3 comentários:

Elsa TR disse...

ventre alvo e generoso? coxas cheias? Assim sim, assim está bem :)

Erre disse...

Pois está, mas pegando no paralelismo,corro o risco de que a própria vida seja areia a mais para a minha camioneta. =P

Elsa TR disse...

Ahahah ou subsistes ou naufragas, logo se vê :D