sexta-feira, 25 de junho de 2010

A abusar da sorte

É a segunda proposta de emprego, antes de terminar o curso, que recebo num espaço de meses. É a segunda proposta que recuso. E sempre a mesma razão: o timing não é o melhor, a prioridade neste momento é outra.
E das duas vezes achei que me iria arrepender no futuro quando já não existirem desculpas com as quais possa manter este complexo de Peter Pan.
Vamos ver.

3 comentários:

a da áustria disse...

Deixa lá, eu bem que te percebo. São oportunidades que aparecem do nada, mas se por acaso for a que estou a pensar desculpa lá mas tinhas direito a melhor, era meio exploração.

Metacrítico disse...

Se te estás a referir a uma que também apareceu em determinada caixa de correio electrónico colectivo, sim foi essa. =P

E sim, seria um bocado exploração. Mas o que me deixou chateado foi que me contactaram pessoalmente, e eu não sei se vou continuar a ter assim tanta "sorte" de me virem procurar quando já não tiver impedimentos e seja eu na posição de procura...

a da áustria disse...

eu sei, eu sei.
Mas acima de tudo tens que pensar no que é bom para ti agora. Eu se tivesse no teu lugar também não teria aceite, primeiro porque mais uns meses estás mestre e o dinheiro que te iriam pagar é quase surreal. Até num estágio profissional ganhas mais e tens direito a férias. E é como dizes "sorte", bem entre aspas porque não é sorte receberes ofertas destas que de bom não têm nada ou quase nada. E hás-de receber mais ofertas quando já as puderes aceitar.

Lixa-te um pouco para tudo isso agora, não é importante. Foca-te nos teus objectivos e less stress :P