quinta-feira, 13 de junho de 2013

O Rei vai nú

No espaço de dois dias um homem foi julgado e condenado a uma multa de 1300 euros por esse crime gravíssimo, e presente no código penal português, de "insultar" o digníssimo Presidente da República Aníbal Cavaco Silva (ler aqui). Para além da espantosa e louvável rapidez e determinação com que neste país a justiça está a agir em casos graves e sérios como este, enquanto leva décadas com casos menores e sem importância como os de pedofilia e corrupção, é curioso ver esta tendência que parece estar a surgir de levar à justiça qualquer pessoa que tenha o desplante de atacar o bom nome do nosso Presidente da República. Ou de apenas o chamar de palhaço (ler aqui). Não sei se será o senhor Bolo Rei que anda com a auto-estima muito afectada ultimamente ou se isto não passará de uma estratégia visionária do governo para assim conseguir finalmente receitas suficientes para acertar as contas públicas. É que com o pessoal todo desempregado ninguém consome e contribui para a economia, mas por compensação chamar nomes às figuras do estado irá sem dúvida crescer exponencialmente. É rendimento garantido.
Já ao senhor Presidente da República deixo um dos maiores ensinamentos que os meus paizinhos me deram enquanto me educavam. Para se ser respeitado é preciso dar-se ao respeito primeiro. Mas atenção, não estou de forma a alguma a tentar difamar a pessoa que ocupa o cargo de Presidente actualmente, longe de mim ousar uma coisa dessas. Até porque não tenho dinheiro para pagar a multa e poder ser preso durante 3 anos por isso é chato.

3 comentários:

Elsa TR disse...

Isto quando lhes convém...

Erre disse...

Acho que o problema é mesmo esse.

Elsa TR disse...

Não há quem vá para o poleiro e mantenha a imparcialidade ou o bom senso. Quer queiram quer não, habituam-se logo a ver o resto do mundo de cima.

O poder é um veneno.