quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

«Quando a tristeza bate, pior do que eu não há»




Isto ultimamente por aqui anda mauzinho. Tão mauzinho que quase que parece que me ando a interessar por alguém. É que ao contrário das pessoas normais, que quando se interessam por alguém ficam "nas nuvens", eu não, deprimo a sério. E assim se vê que auto-confiança é coisa que nunca abundou por aqui.

«Amanhã eu sei já passa
Mas agora estou assim
Hoje perdi toda a graça
Não queiras saber de mim»


1 comentário:

Elsa TR disse...

Isso é-me familiar. Se calhar porque interessar-me por alguém é meio caminho andado para se me atrofiar o cérebro e a interacção com a pessoa (assim como os pensamentos adjacentes) se tornar uma fonte de sentimentos que alternam entre sorrir por tudo e por nada e querer enfiar-me na cama a dormir durante três meses. Quem diz por alguém diz por algum projecto, trabalho, isto dá para muita coisa, isto da falta de auto-confiança.

Upa, vai fazendo algo que te dê prazer, senão acabas por te esquecer.